Notícias

Alunos de Ciência da Computação e Engenharia de Computação desenvolvem projetos para a Moobi



Bruno Cunha (de vermelho) ouve explicação sobre projeto de um grupo de alunos.

O uso de metodologias ativas de aprendizagem, com foco principalmente no desenvolvimento de projetos é uma realidade no cotidiano dos cursos de Ciência da Computação e Engenharia de Computação do Cesupa. Baseados nesse cenário, alunos do 7º período dos dois cursos têm vivenciando na prática a resolução de problemas apresentados pela empresa de mobilidade urbana Moobi. Nesta terça-feira (16), os estudantes apresentaram o andamento de seus projetos para o sócio-diretor da empresa nos laboratórios de informática da Argo.

O desenvolvimento do trabalho é acompanhado por professores dos cursos e pelo sócio-diretor da Moobi, Bruno Cunha. Eles direcionam os alunos para a melhor forma de execução desses projetos em momentos de integração.  “Estou acompanhando de perto projetos. Acredito que com as ideias que estou vendo nascer aqui nós teremos cidades melhores. E é muito bom poder ver essa iniciativa nascer aqui no Cesupa”, conta Bruno, que é egresso da instituição de ensino.

Para atender ao desafio lançado pela Moobi, os alunos de Ciência da Computação estão desenvolvendo projetos que envolvem programação e inteligência artificial, já os alunos de Engenharia de Computação estão desenvolvendo projetos sobre mobilidade urbana. A etapa apresentada nesta terça faz parte da segunda fase do projeto, que terminará no final deste semestre com a apresentação dos trabalhos na Computação Amostra. 
“Essa é uma oportunidade muito boa para os nossos alunos. Eles estão vivenciando a rotina de trabalhar com um cliente desse porte logo no início da carreira. É muito gratificante para nós, professores, poder acompanhar o desenvolvimento dos projetos desde o início”, revela a coordenadora do curso de Ciência da Computação, Alessandra Natasha. 

Moobi - Com foco em mobilidade urbana, o aplicativo Moobi oferece diversas categorias de serviços aos usuários, como carro flex, carro trip, moto-rápido, locomoção para pet, entre outros. O aplicativo foi lançado em agosto de 2018 e já realizou mais de 500 mil corridas. Além de Belém a empresa atua em outras cidades, como Balneário Camboriú, Fortaleza, Belo Horizonte, Goiânia e Recife.

Texto e foto: Brenda Menezes com supervisão de Lali Mareco
17 de abril de 2019