Notícias

Serviço de Informações de Medicamentos da Amazônia completa 20 anos de atividades



Quantas vezes já lhe indicaram algum remédio quando você sentia dor? E quantas outras você esqueceu as orientações repassadas pelo médico ou farmacêutico sobre o uso de um medicamento? Nesses momentos, muitas pessoas optam por ouvir conselhos ou até mesmo agir por conta própria sem imaginar o risco a que se submetem. Para evitar que essas e outras situações, o curso de Farmácia do Cesupa criou o Serviço de Informações de Medicamentos da Amazônia (SIM Amazônia).

Capacitado a elucidar e orientar em casos de dúvidas sobre medicamentos surgidas não somente de profissionais da área da saúde, mas também da população em geral o SIM Amazônia completa 20 anos de atividades neste dia 11 de maio. No decorrer desse tempo, sua atuação também se tornou fundamental no auxílio em casos de judicialização da saúde, quando o cidadão recorre à Justiça para obter a garantia ao direito de algum medicamento que deva ser repassado pelo governo. 

A atuação do SIM Amazônia é classificada em duas frentes: proativa e passiva. Na primeira, o serviço exerce o papel de educador indo até a comunidade usuária de medicamentos e também até os profissionais de saúde que lidam com esses insumos para orientações do uso adequado dos fármacos. Já na frente passiva, o SIM atende as demandas de pessoas, profissionais da saúde ou não, que buscam no serviço uma fonte de informação. Nesse aspecto, os profissionais e estudantes que atuam no SIM realizam amplas pesquisas para que a dúvida seja sanada. 

Histórico – Ao longo dos seus 20 anos de atividades, o SIM Amazônia já realizou oficinas de capacitação de farmacêuticos da Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma) e de redes privadas de farmácia. O serviço também é parceiro do Departamento Estadual de Assistência Farmacêutica da Secretaria de Saúde do Estado do Pará (Sespa), o que ainda mais as oportunidades de atuação tanto em relação à população, quanto aos profissionais de todo o Estado, como o apoio a Oficina Estadual de Assistência Farmacêutica no Sistema Único de Saúde (SUS).

Desde 2012, o serviço é membro da Rede Brasileira de Centro e Serviços de Informações sobre Medicamentos (Rebracim), organizada pelo Ministério da Saúde (MS).  A possibilidade de integrar a Rebracim é vista pela coordenadora do SIM Amazônia, Jocileide Gomes como um grande reconhecimento pela atuação do serviço durante toda a sua história. 

Formação - Atualmente, o SIM Amazônia integra o estágio curricular obrigatório dos alunos que estão no 5º período do curso de Farmácia do Cesupa. Além disso, alunos dos 7º e 8º período também têm grande integração com o serviço durante as disciplinas de Farmácia Clínica e Farmacoepidemiologia, auxiliando durante a realização de trabalhos e pesquisas. 

“Quando um aluno passa pelo estágio no SIM, ele acaba sendo estimulado a fazer o exercício de uma busca mais correta de informações sobre medicamentos. Isso é um diferencial na vida do aluno porque essa prática só traz benefícios no momento em que ele for realizar algum trabalho, o Trabalho de Conclusão de Curso e até mesmo em sua atuação profissional”, explica Jocileide. 

Os atendimentos realizados pelo Serviço de Informações de Medicamentos da Amazônia (SIM Amazônia) são gratuitos e podem ser solicitados pelo e-mail sim_amazonia@yahoo.com.br. 

Texto: Brenda Menezes com supervisão de Lali Mareco | Foto: Arquivo Cesupa
10 de maio de 2019