Notícias

Computação Amostra amplia oportunidades em sua 15ª edição



Participantes do Torneio SmartBot,

15 edições. Esse é o número que a Computação Amostra alcançou em 2019. Com toda essa carga de experiência, o evento cresceu e trouxe novidades. Ocupando diversos espaços da Argo, a Computação Amostra deste ano foi realizada do dia 22 ao dia 25 de maio e reuniu diversos interessados em aprender, conhecer e discutir mais sobre tecnologia. 

A programação contou com opções para todos os interesses. Entre workshops e minicursos, a Computação Amostra ofereceu 14 oportunidades. As atividades envolviam prototipação de aplicativos mobile, instrumentação eletrônica, arduíno, impressora 3D e outros temas. Já nas palestras, uma programação específica chamada #GameDevTrack trouxe convidados para trocar experiências sobre o desenvolvimento de jogos. 

Um estreante no evento foi o Torneio SmartBot, competição de robôs construídos e operados por alunos do primeiro período do curso de Ciência da Computação. 10 equipes estiveram envolvidas no torneio. Após uma série de atividades classificatórias, apenas três foram para fase final. O desafio consistia em programar os robôs para que cumprissem uma série de tarefas sem cometer penalidades. Em uma das eliminatórias por exemplo, as equipes deviam fazer com que os robôs percorressem o trajeto sem encostar em blocos de papelão que simulavam paredes. 

Resultados – A Computação Amostra também foi o momento da apresentação final dos trabalhos desenvolvidos ao longo do semestre na disciplina de Projeto Integrado. Alunos do 7º período dos cursos de Ciência da Computação e Engenharia de Computação apresentaram soluções de marketing e de mobilidade urbana após problemas identificados pela empresa Moobi.

Nas apresentações, em formato de pitch, os estudantes explicaram o desenvolvimento de suas soluções e os resultados esperados para um corpo técnico formado por professores e também para o sócio-diretor da Moobi, Bruno Cunha. Após cada apresentação, professores e o representante da Moobi faziam considerações ao respeito não só da solução proposta, mas também do desempenho dos participantes no momento do pitch.

Tanto a possibilidade de trabalhar com um problema que de fato existe na empresa, como a necessidade da apresentação da solução como uma oportunidade de negócio são, na opinião de Bruno Cunha, fatores que possibilitaram a execução de grandes propostas. “Tudo o que vi aqui atingiu a minha expectativa. Foi fantástico. Foi muito melhor do que eu pensava. Tenho certeza de que existem produtos aqui que estarão no mercado no próximo semestre, fazendo dinheiro, quando esses alunos ainda nem estiverem formados”, disse. 

Entre as propostas apresentadas, duas foram escolhidas por Bruno Cunha para integrar o time de startups da DOIT Business. O projeto AdHERE, desenvolvido por Isabelle David; Luiz Flávio Clink; Rafael Julio e Victor Hugo Telles, alunos e Ciência da Computação e o Estação EcoMoobi, desenvolvido por Lohanne Miranda; Mairley Ribeiro e Mayana Pontes, alunas de Engenharia de Computação foram as escolhas do empresário. 

Feira de Inovação – Momento reservado para que alunos de diferentes períodos dos cursos de Ciência da Computação e Engenharia apresentem o resultado dos projetos que elaboraram durante o semestre, a Feira de Tecnologia e Inovação movimentou a sala de Metodologias Ativas da Argo durante dois dias. 42 projetos envolvendo soluções envolvendo mobilidade urbana e sustentabilidade puderam ser conhecidos e avaliados pelos visitantes. 

Para Jéssica Medeiros, a oportunidade de participar da feira é uma experiência cheia de significados. “É bem diferente, pois temos a possibilidade de pensar em um projeto que realmente pode ser aplicado na sociedade. Vemos muita teoria durante o curso e isso às vezes nos deixa meio perdidos, sem entender muito bem o que poderemos fazer com aquilo. Com o desafio do projeto integrado que é apresentado na feira a gente consegue enxergar tudo isso de outra forma”, contou a estudante do 3º período.

Todos os expositores foram avaliados pelo público e por um júri técnico formado por professores da área da Computação. Na categoria voto popular, AdHERE foi o campeão. Já na avaliação do júri técnico, Estação EcoMoobi levou a terceira colocação, Mercúrio ficou em segundo lugar e AdHERE levou o primeiro lugar da premiação. 

Como parte dos prêmios destinados aos vencedores de todos os desafios realizados na Computação Amostra, as equipes receberam a possibilidade de usufruir por um mês, gratuitamente, do DOIT HUB Innovation Coworking. 

Balanço – A diversidade de temas e, principalmente, o crescimento da Computação Amostra ficam como características da 15ª edição do evento. ”O que buscamos foi a inovação de um evento já consolidado e o mais bacana é que todo mundo percebeu que foi uma nova pegada, com ambientes novos como a Expo Empresas. Com empresários mostrando o que dá certo e também conhecendo o que é produzido pelos alunos. Estamos conseguindo trazer a integração do ambiente acadêmico com o mercado”, explicou a coordenadora do curso de Ciência da Computação, Alessandra Natasha. 

Texto: Texto Lali Mareco | Foto: Caroline Oliveira
27 de maio de 2019