Notícias

Curso de Fisioterapia do Cesupa celebra 15 anos de história



Celebrar cada ciclo completado. A vontade de festejar uma etapa da vida, uma conquista e cada ano de idade é um desejo comum na maioria das pessoas, mas na essência do curso de Fisioterapia do Cesupa é aspiração vivenciada praticamente todos os dias. A oportunidade de observar, dia após dia, a evolução de alunos e pacientes profere ao curso a necessidade quase inevitável de comemorar. E em 2019, os motivos para celebrar são ainda mais indispensáveis, pois o curso alcança os 15 anos de atividades. 

Iniciado em fevereiro de 2004 o curso de Fisioterapia do Cesupa se destaca pela formação de profissionais capazes de atuar nos diferentes níveis de atenção à saúde, especialmente na realidade amazônica. Para isso, durante os quatro anos e meio de graduação, os estudantes são preparados por meio de atividades em que a palavra-chave é a integração. Aliar as diferentes disciplinas; a teoria e a prática; o ensino, a pesquisa e a extensão fazem com que o aluno tenha um universo de possibilidades, expandindo o seu campo de conhecimento durante a graduação. 

Para aproximar o aluno do ambiente existente fora da esfera da universidade, o curso de Fisioterapia conta com diferentes cenários de prática. Seja dentro de alguma disciplina ou em atividades de estágio, os alunos vivem o cotidiano de atendimentos à comunidade com a supervisão de professores. Esse atendimento é prestado não somente na Clínica Escola de Fisioterapia do Cesupa, mas também em bairros da Região Metropolitana de Belém (RMB).

Memórias - É no contato com a população que a fisioterapeuta Myllena Meireles guarda as melhores lembranças de sua graduação. “Visitávamos casas de pessoas muito carentes, que muitas vezes dividiam um único cômodo para tudo. Quando estávamos lá realizando os tratamentos, ver a satisfação dos pacientes, que muitas vezes nos agradeciam servindo aquilo que faria falta para eles, me marcou muito. Essa experiência foi transformadora não só profissionalmente, mas pessoalmente também”, conta a egressa da primeira turma de Fisioterapia do Cesupa ao lembrar das atividades realizadas no bairro Júlia Seffer, em Ananindeua.

Myllena pôde reviver essas e outras lembranças no último dia 19 ao lado de professores, egressos e alunos durante o baile que marcou os 15 anos de atividades do curso. O momento de reencontro e celebração foi motivado por Wiviane Matos, atual coordenadora da graduação em Fisioterapia do Cesupa. “15 anos é uma data que nos faz refletir e crescer. Nunca imaginei gerir o curso que me abraçou na minha formação. O sonho da professora Silene Castro acabou virando o sonho de todos nós. Mais de 20 turmas já se formaram aqui e o brilho no olhar de cada um é igual o nosso, da primeira turma”, diz. Antes de Wiviane, a segunda professora a ocupar o cargo de coordenação do curso foi Cynthia Bentes. 

Para o reitor do Cesupa, o fortalecimento da trajetória do curso de Fisioterapia se dá pela sua base. “O curso de Fisioterapia do Cesupa tem projeto com propósito.  Ele está acima das pessoas e é um projeto que tem convergência. A fisioterapia tem ensinado e oferecido muitas coisas boas ao Cesupa. Educação combina com encantamento e é isso que vemos ao analisarmos a quantidade de famílias que já tiveram as vidas transformadas com os atendimentos prestados pela atuação da fisioterapia do Cesupa”, destaca Sérgio Mendes. 

Texto: Lali Mareco | Foto: Alan Pantoja
24 de junho de 2019