Caros alunos, professores e colaboradores da comunidade Cesupa, 

Temos acompanhado o avanço da doença COVID-19, causada pelo SARS-CoV-2, que tem colocado o mundo em alerta. Apesar de não termos, até o momento, nenhum caso confirmado no estado do Pará, entendemos a importância de realizar ações de prevenção e cuidado com a saúde e segurança de todos os membros da nossa comunidade e sociedade.

Por isso, informamos que o Cesupa constituiu um comitê responsável pela condução de ações preventivas, pelo monitoramento da evolução dos protocolos e recomendações das autoridades públicas e pela elaboração e implementação de um plano de contingência em caso de agravamento da situação. Esse grupo é composto por representantes das várias áreas e campi do Cesupa e tem suas definições amparadas por especialistas no assunto, como médicos infectologistas e de outras especialidades pertinentes.

No plano institucional, as medidas que serão implementadas a partir da semana que vem, de forma gradual, incluem:

  • Campanha educativa sobre higiene de mãos e etiqueta respiratória, estímulo ao uso de recipientes individuais para consumo de água, bem como ao não compartilhamento de objetos pessoais e ao uso de lenços de papel descartáveis para higiene nasal;

  • Orientação técnica dos profissionais de saúde a professores, colaboradores e alunos;

  • Limpeza e desinfecção das superfícies das salas de aula e demais espaços após o uso, com detergente neutro, seguida de desinfecção (álcool 70% ou hipoclorito de sódio ou peróxido de hidrogênio);

  • Instalação de dispensers com álcool em gel em todos os campi;

  • Suspensão dos programas de intercâmbio e avaliação das situações correntes.

Além disso, também serão seguidas todas as diretrizes recomendadas pelo Ministério da Saúde, como:

  • Orientação de busca para atendimentos em serviços de saúde, conforme recomendação médica, além de manter o afastamento de atividades em caso de suspeita;

  • Comunicação para as autoridades sanitárias sobre a ocorrência de suspeita de caso(s) de doença COVID-19;


Vale salientar que seguiremos atentos às atualizações em relação a COVID-19 e faremos comunicados regulares sobre o assunto e seus desdobramentos em nossas atividades acadêmicas. Fique atento ao seu e-mail institucional para acompanhar os informes. 

Também é muito importante que você faça a sua parte, por isso o comitê, alinhado às orientações do Ministério da Saúde, recomenda para toda a comunidade interna:

  • Alimentar-se bem e manter-se hidratado. Um bom sistema imunológico é fundamental para reduzir as chances de contágio e, caso a doença ocorra, uma rápida e boa recuperação;

  • Lavar as mãos, por pelo menos 20 segundos, com água e sabão ou usar álcool em gel;

  • Cobrir o nariz e boca ao espirrar ou tossir, usando lenços de papel e descartá-los no lixo. Caso não tenha disponível lenço descartável, tossir ou espirrar no antebraço e não em suas mãos, que são importantes veículos de contaminação;

  • Manter, pelo menos, 1 metro de distância entre você e qualquer pessoa que esteja espirrando ou tossindo;

  • Utilizar lenços descartáveis para higiene nasal;

  • Evitar tocar mucosas de nariz, olhos e boca;

  • Evitar contatos físicos como abraços, apertos de mãos e beijos;

  • Evitar aglomerações;

  • Não compartilhar objetos pessoais;

  • Usar máscara apenas caso apresente sintomas;

  • Cancelar viagens para o exterior e para estados com casos confirmados de transmissão comunitária da COVID-19;

  • Aqueles que retornarem do exterior, de países onde a transmissão comunitária foi decretada, deverão permanecer em quarentena por 14 dias. Já aqueles que regressarem de estados onde a transmissão comunitária foi decretada, e tiverem tido contato com caso suspeito ou confirmado da doença, mesmo que assintomáticos, deverão permanecer em quarentena por 7 dias. No caso de alunos, em qualquer uma das situações, informar imediatamente à coordenação do curso.

  • Atualização conforme novos direcionamentos do Ministério da Saúde em 16/03: Aqueles que retornarem do exterior, de países onde a transmissão comunitária foi decretada, deverão permanecer em quarentena por 14 dias. Já aqueles que regressarem de estados onde a transmissão comunitária foi decretada (Rio de Janeiro e São Paulo), mesmo que assintomáticos, deverão permanecer em quarentena por 7 dias. No caso de alunos, em qualquer uma das situações, informar imediatamente à coordenação do curso.  

  • Ao apresentar sintomas respiratórios, evite sair de casa. Caso tenha tido contato com caso suspeito ou tenha regressado de área de transmissão nos últimos 14 dias, entrar em contato com um desses órgãos:


- Vigilância Epidemiológica do Município de Belém:  (91) 98417-3985

- Vigilância Epidemiológica do Governo do Pará: (91) 99373-6571

- Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde: (91) 99179-1860

- Ministério da Saúde: 136. 

No caso dos alunos, é importante avisar também a coordenação do curso.

 

Confiamos na colaboração e empenho de todos para conscientizar nossa comunidade sobre melhores práticas.