Notícias

Curso de Fisioterapia celebra o dia da profissão em dose tripla



Com tema de premiação do Oscar, uma celebração marcou, de uma vez na manhã dessa quinta (10), o Dia do Fisioterapeuta, os 15 anos da graduação em Fisioterapia do Cesupa e os 50 anos da regulamentação da profissão no país. As comemorações envolveram estudantes do 2º ao 8º período e todo o corpo docente durante a 4ª Gincana de Fisioterapia, na Clínica Escola de Fisioterapia do Cesupa.

Como todos os anos, os alunos foram divididos em equipes para conseguir a cesta de prêmios preparada a dedo pelos professores com livro, brinde personalizado e vouchers de cursos ministrados pelos próprios professores. Egressos, convidados dos próprios alunos como parte de uma das provas da gincana, também marcaram presença. Pessoalmente ou em vídeo, os ex-alunos contaram sobre suas carreiras e o seu relacionamento com a profissão, levando por vezes lágrimas aos olhos dos presentes.

“Nosso objetivo como profissionais é devolver função à vida dos pacientes. Pode ter sido só um dedo quebrado, mas aquela pessoa não consegue mais abrir uma garrafa nem dirigir. Quando fazemos ela voltar a ter movimentos, significa muito pra ela. Nós dedicamos um trabalho mais humanizado o que acaba resultando laços com os pacientes, mesmo mantendo o profissionalismo”, explica a coordenadora do curso, Wiviane Matos. 

A idealizadora do evento e ex-coordenadora do curso do Cesupa, Cynthia Bentes, também esteve presente na comemoração. “A nossa ideia era comemorar o Dia do Fisioterapeuta de uma forma mais dinâmica que envolvesse todos os alunos e celebrar nosso amor pela profissão, deixar a sensação de pertencimento ao curso e a profissão. Fico muito feliz que isso tenha perpetuado”, observou Cynthia, olhando os alunos com um sorriso saudoso no rosto.

As comemorações aconteceram desde o início do ano, com o Baile de 15 anos de Fisioterapia realizado em junho. “Quisemos brincar com a ideia de debutar unindo a premiação do Oscar para os 50 anos da profissão. Por isso fizemos o evento temático, celebrando um ano tão festivo para nós e também focando na principal ideia da Gincana, a valorização profissional, passando nossa dedicação e amor para os alunos, pois eles são os futuros fisioterapeutas”, pontua Wiviane Matos.

Essa dedicação é sentida e vivida por Ketiane Matos, do 8º período. “Estando no último semestre, já passei por todos os momentos da graduação, esse prazer é uma coisa que vai passando de um para o outro. Tu atenderes a pessoa porque ela está realmente precisando e acho que isso fez com que eu realmente me encantasse. Todo mundo precisa de Fisioterapia em algum momento da vida”, diz Ketiane, que viveu a gincana ao máximo.

Esforço e dedicação – O preparo dos alunos para a gincana acontece desde setembro e são diversas as provas que cada equipe deve vencer para ganhar o prêmio. Uma delas é a arrecadação de fraldas infantis para as creches Cordeirinho de Deus e Menino Jesus. Cada equipe deveria arrecadar o máximo que conseguisse para poder garantir sua pontuação, mas o maior objetivo dessa fase era doação e fazer várias crianças felizes. E fizeram! Foram mais de 9,8 mil fraldas recolhidas pelos alunos e doadas para a instituição.


Texto e foto: Anaís Moraes com supervisão de Lali Mareco
11 de outubro de 2019