Notícias

Escritório de Engenharia está reformulado e com muitos planos para 2020



“Em tudo ao nosso redor há tecnologia”. Com essa frase, Mateus Balena, aluno do 3º período de Engenharia de Computação e líder da equipe de manutenção do Escritório de Engenharia do Cesupa, resumiu uma grande verdade. Tecnologia vem da palavra grega τεχνηλογια que amplamente traduzida significa “estudo da técnica”, presente desde a rocha lapidada pelos nossos ancestrais até os mais sofisticados equipamentos atuais. A técnica é o conhecimento científico aplicado através do uso de ferramentas, processos e materiais criados e utilizados. Mesmo envolvendo todas as formas de conhecimento, no cotidiano utilizamos esse termo para eletrônicos, os quais alunos da área de exatas do Cesupa aprendem sobre a estruturação na teoria e que é posta em prática no Escritório de Engenharia.

Coordenado e sob tutoria do professor Itamar Vilhena, o Escritório tem atualmente quatro áreas de atuação: Forense Computacional, Manutenção, Eletrônica e Software. Seu objetivo principal é colocar em prática os estudos teóricos de sala, além de ser um espaço para veteranos e calouros aprenderem e desenvolverem, em conjunto, conhecimentos e habilidades para o mercado de trabalho.

Mateus explica que hoje em dia toda empresa possui um setor destinado à manutenção interna. Esse setor visa a redução dos custos para consertos de aparelhos, que podem ir desde uma simples cafeteira até um grande conversor de energia, acarretando na redução da geração de lixo. 

“Um dos projetos que temos aqui é a reutilização dos metais e plásticos de impressoras e computadores descartados pelo Cesupa ou por outras empresas, para ajudar no canteiro de obras de Engenharia Civil. A carcaça plástica, por exemplo, pode ser triturada e utilizada para diminuir o uso do cimento em alguma obra ou então derreter certos metais de uma placa mãe para transformar em outros objetos”, detalha o líder de manutenção.

Além desses serviços internos, o Escritório também se propõe a atender clientes externos, o que eventualmente pode resultar na oferta de vagas de estágio. “Nosso trabalho aqui acaba dando uma grande visibilidade para os alunos, pois se torna uma grande janela do que somos capazes e do que a gente aprende”, conta Mateus.

Marco Antônio Gomes, aluno do 2º período de Engenharia da Computação e líder da equipe de Forense, cita uma dessas janelas, a 1ª Capture the Flag (Capture a Bandeira) do Pará. A competição faz parte da cultura hacker, e testa as habilidades e o conhecimento dos participantes descobrirem a vulnerabilidade dentro do ambiente digital de empresas e consertá-las. Toda a equipe do Escritório está participando da etapa regional do evento, organizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), e que tem a final marcada para o dia 09 de novembro. 

Marco e Mateus também contam sobre os projetos futuros do Escritório de Engenharia, principalmente na abertura de vagas para participantes de outros cursos do Cesupa. “Nós queremos atuar de uma forma bem mais ampla. Para isso, vamos precisar da colaboração de alunos de Administração ou de Publicidade, por exemplo. Abriremos vagas para todos os interessados no início do semestre que vem”, adianta Marco.

O Escritório de Engenharia do Cesupa fica localizado na Unidade Alcindo Cacela I (Argo), no 4º andar e funciona de segunda à sexta, das 14h às 18h.

Texto e foto: Anaís Moraes com supervisão de Lali Mareco
29 de outubro de 2019