Notícias

Celebração da Esperança homenageia a memória de João Paulo do Valle Mendes 



Uma manhã de homenagens pela memória daquele que proporcionou o nascimento do Cesupa. Com muito amor e gratidão, dezenas de pessoas participaram nesta terça-feira (12), da Celebração da Esperança Cristã em lembrança ao primeiro ano de falecimento de João Paulo do Valle Mendes. Além de familiares, membros das diferentes comunidades das quais João Paulo fez parte também prestigiaram o momento de saudade e de agradecimento pela vida daquele que exerceu os papeis de esposo, pai, avô, médico, educador e fundador do Cesupa. 

Conduzida pelo padre Ronaldo Menezes, a celebração emocionou os presentes em diferentes momentos, principalmente quando lembrava aspectos das características de vida de João Paulo do Valle Mendes. “Ele foi um homem que procurou manter-se junto de Deus.  Por isso a palavra dele tanto cativou, tanto comoveu, tanto arrastou corações de gerações que foram alunos, que foram amigos, colegas, companheiros, filhos, netos. A homenagem a ele com a Santa Eucaristia não é por acaso, não é perda de tempo. Deus não perde tempo. É uma justa homenagem a um homem que quis ser justo e que hoje está em paz”, lembrou o padre.
 
Ao citar um trecho da Leitura do Livro da Sabedoria o reitor do Cesupa, Sérgio Mendes dividiu parte dos sentimentos vivenciados durante o ano de luto. “Tenho aprendido um pouquinho da lição para que a gente fique de pé e siga dignamente a vida para procurar cuidar do legado em família aqui no Cesupa, que é uma instituição de raiz familiar. Nós conseguimos e vamos em frente. Agradecemos de coração”, disse Sérgio em nome de toda a família. 

Marco – A manhã também se tornou momento que iniciou as celebrações pelos 30 anos de fundação do Cesupa, que serão completados em 2020. Reunidos, os netos de João Paulo do Valle Mendes recitaram um jogral em homenagem ao avô, lembrando de maneira suave e divertida diversas passagens e conquistas de João Paulo ao longo da vida.  

“Uma estátua. A reprodução mais fiel possível daquele olhar penetrante, daquela postura, do sorriso de um homem cuja dignidade e honra são, no presente e não apenas foram, um chamado inescapável à lembrança. É por meio da imagem, prostrados diante dela e abertos a perceber pela memória a riqueza de evocações que essa imagem carrega, que nós nos fazemos humanos”, anunciou Sérgio Mendes Filho sobre o primeiro marco das três décadas de Cesupa: uma estátua em bronze de João Paulo do Valle Mendes.

A apresentação da estátua ao público foi feita, de forma emocionada, pela senhora Rosy Mendes, viúva de João Paulo Mendes. A estátua, instalada no hall de entrada da unidade que sedia o curso de Medicina do Cesupa, marcou também a mudança de nome do prédio, que agora passa a se chamar campus João Paulo do Valle Mendes. “Estamos diante de escultura grandiosa e bela, ao lado das placas das primeiras turmas da Medicina as quais também levam a inserção dos nomes de colaboradores e gestores homenageados, frutos de um sonho que ajudaste a acalentar, que bem próximo te abraçam e são abraçados. Assim, terás a oportunidade de promover de onde estiveres, com os amigos que te fazem companhia neste salão, algo que tanto gostavas, uma silenciosa roda de conversa” disse vice-reitor e pró-reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico, João Paulo Mendes Filho durante a leitura de carta direcionada ao pai, encerrando o encontro desta manhã.   

12 de novembro de 2019