Notícias

Projeto desenvolvido por alunos do Cesupa vence a competição Global Challenge



O Laboratório de Arte, projeto desenvolvido na disciplina eletiva do Laboratório de Negócios, em parceria com a Wadhwani Foundation, foi vencedor do Global Challenge, uma competição voltada para o desenvolvimento das competências empreendedoras, que envolveu 95 equipes qualificadas de todo o Brasil. O projeto do Cesupa é formado por alunos dos cursos de Publicidade e Propaganda, Engenharia de Produção, Administração e Psicologia, e recebeu a premiação no dia 10 de março, em cerimônia virtual.


O Global Challenge é uma iniciativa da Wadhwani Foundation, para validação dos resultados obtidos nos cursos realizados junto às instituições de ensino parceiras, como é o caso do Cesupa. Os projetos são selecionados com base nas rubricas da Fundação, que contam com vários itens avaliados, com notas de 1 a 5. “A competição reforça nosso foco em oferecer uma experiência que vá 'além da sala de aula’. E, seguindo nossa metodologia baseada em projetos, os alunos são incentivados a pensarem as atividades não apenas como uma tarefa, mas como uma oportunidade de colocar suas habilidades à prova no mundo real, onde o professor pode auxiliar, mas nunca definir sucesso”, explicou Bruno Monteiro, gerente do programa.


Essa é a segunda edição da competição em que uma equipe do Cesupa se destaca. A primeira foi em 2020, mesmo ano que iniciou a parceria entre as instituições. “Claramente, os alunos do Cesupa estão entre os mais engajados que temos e sempre frisamos que as competências adquiridas por eles serão usadas em vários aspectos de suas vidas, mesmo que decidam não empreender. Mas, mais do que tudo, essas conquistas refletem a dedicação e o comprometimento dos facilitadores e sua fé no programa, como uma experiência transformadora na vida dos estudantes”, pontuou Bruno.


O Laboratório de Arte é o resultado de sete meses de trabalho intenso, desenvolvido durante os módulos Fundamentos e Avançado, dentro da disciplina Laboratório de Negócios. A ideia de promover atividades artísticas, especialmente em meio ao cenário de pandemia, surgiu através de uma “dor” comum a todos os membros da equipe: a falta de trabalhos manuais customizados e adaptados à faixa etária e preferências pessoais de cada um. “Fizemos pesquisas com jovens belenenses e concluímos que eles também tinham a mesma ‘dor’. Então, transformamos isso em uma oportunidade”, reforçou Beatriz Serra, estudante do 7° semestre de Publicidade e Propaganda e integrante do projeto.


Superada a fase de estudos e análises, o grupo colocou o Laboratório da Arte em funcionamento, por meio do Instagram. No perfil @lab.artonline, o cliente pode escolher entre duas opções de caixas disponíveis no mês e fazer o pedido por WhatsApp. “A caixa é temática e personalizada com exclusividade para o cliente, decorada à mão por fora e o produto será uma surpresa, mas claro, com todos os materiais necessários para a pessoa realizar a atividade proposta”, detalhou Beatriz. Dentro da caixa, o cliente também recebe um manual, playlist, pasta de referências e um folder com os benefícios psicológicos da atividade do mês.


Mesmo após o término da disciplina, o negócio continuou em funcionamento e conquistou a categoria curso Avançado em Empreendedorismo da competição Global Challenge. “Após um ano trabalhando no nosso negócio, nós fomos uma das equipes selecionadas para o Global Challenge. Preparamos o nosso pitch, participamos de um workshop realizado pela Wadhwani e, na quarta-feira (10/03), ocorreu o Demo Day, onde apresentamos o nosso projeto, conhecemos mais mentores e participantes e alcançamos o nosso reconhecimento”, comemorou a estudante.


O @lab.artoline é formado pelos alunos: Beatriz Serra, 7° semestre de Publicidade e Propaganda; Flávia Malafaia, 3° semestre de Publicidade e Propaganda; Lucas Negrão, 5° semestre de Engenharia de Produção; Luidy Campos, 3° semestre de Administração; Luiza Bulhões, 5° semestre de Psicologia; Tiago Tavares, 3° semestre de Engenharia de Produção; e Victoria Kalume, 7° semestre de Publicidade e Propaganda.


Conquista – Em 2020, a disciplina foi ministrada para um grupo de 35 alunos do Cesupa, dos cursos de Administração, Ciência da Computação, Direito, Enfermagem, Engenharia de Computação, Engenharia de Produção, Psicologia e Publicidade e Propaganda. “O objetivo é trabalhar o desenvolvimento de competências empreendedoras em nossos alunos, a partir da criação de um negócio”, reforçou a professora Suze Oliveira, responsável pela matéria no ano passado.


As disciplinas eletivas não fazem parte da grade curricular plena do curso e são de livre escolha do aluno, respeitando as suas necessidades e interesses. No Cesupa, as eletivas são ofertadas aos discentes com o intuito de estimular o empreendedorismo e a visão para os negócios. 


Para a professora, a conquista dos alunos da instituição é fruto de muita força de vontade e disciplina, já que, além de serem de cursos diferentes, se conheceram somente nas atividades e de modo virtual. “Nossa primeira aula já foi no cenário da pandemia, em um momento complexo. Por isso, me sinto ainda mais feliz e realizada ao vê-los ultrapassando desafios e realizando sonhos”, concluiu.


Texto: Gisele Nogami com revisão de Laura Quaresma