Notícias

Cesupa realiza primeiro curso em Suporte Avançado de Vida em Cardiologia aberto para a comunidade da área da saúde


28 de abril de 2021


Participantes do treinamento realizam atividades práticas em simuladores. Foto: Maycom Carvalho/Central de Comunicação e Marketing do Cesupa

O Cesupa promoveu pela primeira vez, no período de 21 a 24 de abril, o curso de Suporte Avançado de Vida em Cardiologia (ACLS) aberto para médicos, estudantes de Medicina e outros profissionais da área da saúde. A realização do treinamento também faz parte do processo de habilitação da instituição, para se tornar o primeiro centro credenciado da American Heart Association (AHA) na região Norte.

 

O ACLS é um treinamento baseado em protocolo internacional e voltado para o atendimento de emergências cardiovasculares, como infarto e acidente vascular cerebral. Em um dia e meio de imersão, os alunos de quatro turmas passaram por aulas teóricas, práticas e cinco avaliações individuais e em equipe.

 

“O curso é eminentemente prático e os alunos treinam em simuladores, o que os deixam mais habilitados no momento em que vivenciam uma situação verdadeira. Desse modo, já saberão como proceder em cada etapa real e, seguindo o protocolo internacional que aprenderam, ampliam as chances de obterem mais sucesso e salvarem mais vidas”, explicou o médico e um dos instrutores do curso, professor Paulo Henrique Pereira.

 

No treinamento, além de aprimorarem suas habilidades técnicas, os alunos têm a oportunidade de praticarem outras competências, como a liderança e o trabalho em equipe. “Nas simulações de parada cardíaca, o aluno atua dentro de uma equipe. Então, eles aprendem a coordenar o grupo, assim como a adquirir uma função dentro da equipe, quando não estão na liderança, pois eles têm um único objetivo que é salvar a vida do paciente”, reforçou o instrutor.

 

A médica Juliana Carvalho, formada em 2015, atua em Urgência e Unidade de Graves e buscou o curso para atualizar seus conhecimentos teóricos e práticos, a fim de prestar uma assistência mais rápida e precisa aos pacientes. “Precisamos nos atualizar constantemente, especialmente para atender pacientes com perfil grave, para não cometermos nenhum equívoco ou negligência. O que me chamou atenção no curso é que ele é muito prático e a sua metodologia dinâmica”, pontuou.

 

O treinamento foi, também, a última etapa para a habilitação de um total de sete professores do curso de Medicina do Cesupa, que agora, passam a ser instrutores de ACLS. Com esse contingente de professores-instrutores, a instituição segue no processo para credenciar-se junto à associação americana, como o primeiro centro de formação da região Norte. “Com profundo orgulho, estamos concretizando o sonho de implantar a rede de treinamento da AHA por todo o país, tornando-se o Cesupa o primeiro centro desta região e, estando sediado em Belém, minha querida terra natal, é um motivo de alegria pessoal. Que venham muitos treinamentos e muitas vidas salvas na Amazônia”, comemorou o professor Hélio Penna Guimarães, facultado nacional da American Heart Association.

 


Texto: Gisele Nogami com revisão de Laura Quaresma

28 de abril de 2021