Notícias

Oficina estimula a criatividade de alunos de Odontologia e aumenta o repertório para o atendimento infantil


19 de outubro de 2021


Estudantes utilizam caixas de papelão e outros itens recicláveis para produzir material educativo. Foto: Arquivo pessoal

Se a ideia de ir ao dentista causa receio a muitos adultos, para as crianças que, na maioria das vezes, terão o primeiro contato com o profissional, a apreensão pode ser ainda maior. Nestes casos, é possível tornar a experiência mais agradável aos pequenos pacientes, quando o atendimento prestado pelo odontólogo segue por um caminho lúdico, com o uso de brincadeiras, por exemplo. Para aprender a envolver positivamente a criança no universo odontológico, os alunos do 8º semestre do curso de Odontologia participaram de uma oficina de confecção de materiais de educação odontológica, ministrada pela odontopediatra e professora convidada Débora Cardoso, durante a disciplina de Unidade Odontológica Infantil (UOI).

Na oficina, materiais como caixas de papelão se transformam em macro modelos, que reproduzem a anatomia dos dentes, palitos viram fantoches e garrafas PET ganham forma de porta-dentes de leite, com o objetivo de ensinar a importância do cuidado com os dentes na infância e deixar os pequeninos à vontade, durante as consultas. “Na odontopediatria, trabalhamos o condicionamento da criança, com o uso de técnicas como o ‘mostrar, falar e fazer’, para que ela aceite e entenda a importância daquele tratamento, permitindo que ele seja realizado, e os materiais desempenham papel fundamental nesta aproximação com a criança. Mas, o grande objetivo da oficina é mostrar ao futuro dentista, que a clínica não é só um lugar para curar, quando a doença está instalada. A clínica também deve ser um local para educar”, explicou Débora. 

A atividade se divide em duas partes: uma teórica sobre a relevância dos materiais educativos para o atendimento e uma prática, em que os alunos conhecem alguns modelos e podem confeccionar os seus próprios materiais. Para os futuros cirurgiões-dentistas, que estão iniciando o primeiro contato com o atendimento infantil, esta foi uma oportunidade de exercitar a criatividade, como a aluna Isa Bendahan, que produziu um macro modelo dental e uma brincadeira sobre os alimentos que oferecem maior risco de causar cáries. “Mergulhar neste mundo lúdico foi um trabalho diferente do que estamos habituados a fazer. E precisamos entrar neste universo, para ganhar a confiança das crianças, tornar o relacionamento mais fácil e os procedimentos menos estressantes”, disse Isa Bendahan, aluna do 8º período de Odontologia.

Para a mestre em Odontopediatria e professora da disciplina UOI, Dóris Kós Miranda, a oficina é uma metodologia ativa que permite ao acadêmico explorar a imaginação e outras competências como a destreza manual. “Nossos alunos, hoje jovens adultos, se reaproximam do universo infantil e se tornam mais empáticos ao tratamento. Além disso, aumenta o repertório de recursos para educação odontológica, reduzindo a ansiedade infantil e melhorando significativamente a resposta comportamental das crianças”, reforçou. O atendimento odontológico infantil pode ser agendado na recepção da Clínica de Odontologia do Cesupa, por meio do telefone (91) 3205-9397 ou no endereço Travessa Nove de Janeiro, nº 927, de segunda a sexta, das 8h às 11h20 e das 14h às 17h20.

Texto: Gisele Nogami com revisão de Laura Quaresma
19 de outubro de 2021