Notícias

Cesupa realiza cerimônia de Outorga de Grau do curso de Medicina


27 de dezembro de 2021


A emoção tomou conta de familiares, alunos e professores, durante a Cerimônia de Colação de Grau do curso de Medicina. Realizada presencialmente no Teatro Maria Sylvia Nunes (Estação das Docas), no último dia 15, e transmitida pelo canal do Cesupa no YouTube, a celebração marcou o encerramento da trajetória acadêmica para 59 concluintes da 19ª turma de Medicina formada pela instituição. 

Representando todos os concluintes, o formando Charles Castro foi o orador da cerimônia. Em sua fala, Charles relembrou todos os desafios vividos pelos concluintes, desde o momento que disseram “sim” à vocação de cuidar de pessoas, passando pelo vestibular e por todos os aprendizados e descobertas da graduação, mesmo em um período de incertezas, geradas pelas pandemia da covid-19.

“Somos verdadeiros vencedores, sim. Todos que se formam e realizam seus sonhos são. Mas queria falar o quanto o 'sim' de todos vocês é especial: vivemos a maior pandemia em um século, enquanto cursávamos o internato de Medicina. Perdemos 893 médicos no Brasil, para a covid, 92 apenas no Pará. Deles fica o exemplo, mesmo diante de uma guerra contra o desconhecido. Para nós, fica a esperança, porque temos 59 novos médicos dispostos a enfrentar quantas guerras forem, em favor dos nossos pacientes e do nosso amor pela Medicina”, disse Charles.

A dedicação dos pais à realização do sonho de formar-se em Medicina fez parte do discurso da formanda Melyna Rocha, em suas palavras de agradecimento a eles. “Agradecemos a vocês pelo dom da vida, pelo carinho, pelas lutas, pela dedicação, pelas oportunidades e pelo amor incondicional. Mas, principalmente, agradecemos por fazerem o nosso sonho se tornar realidade e também, por terem sonhado e acreditado em nossos ideais junto conosco. Esse momento é tão nosso, quanto de vocês", reconheceu emocionada.

Destaque - Pelo desempenho obtido durante a graduação, três concluintes receberam placas de homenagem de Destaque Acadêmico do Cesupa durante a cerimônia. O terceiro lugar foi da médica Ana Patrícia Feio Antunes. Já a médica Ana Carolina Conde Rodrigues recebeu o segundo lugar da turma e o primeiro lugar coube ao médico Michel Martins Braga Lima. 

Docente da instituição há 10 anos e paraninfa da sessão, a professora Vanessa Campos também fez uma reflexão sobre os aprendizados adquiridos durante a pandemia. “As lições aprendidas com a pandemia não são apenas científicas, mas para a vida como médico. Ela nos mostrou que não temos controle de tudo e estamos longe disso. A única certeza que podemos ter, é de que estamos dando o nosso melhor”, pontuou em seu discurso.

A paraninfa concluiu a sua fala com conselhos aos novos colegas de profissão. “O que posso lhes dizer é: estejam presentes, não abandonem o paciente, nem a sua família e tenham humildade, tanto nos momentos de dúvida, mas também nos momentos em que você for o que tem mais conhecimento. Nós, seus eternos professores, estaremos sempre disponíveis para ajudar. Este compromisso em fazer o melhor é a maior lição que nós esperamos ter deixado”, considerou.

15 anos - No dia 5 de fevereiro de 2022, o curso de Medicina completará 15 anos de sua instalação, tendo formado 1.045 médicos, conforme lembrou a coordenadora do curso, a professora Milena Caldato. “Hoje, ao ser questionada sobre o ‘que me faz vestir a camisa do Cesupa’, respondia que são os valores morais, éticos, técnicos e profissionais da instituição, que foram demonstrados em vários momentos, como quando o Cesupa manteve-se firme, mesmo que as instituições de ensino estivessem desobrigadas de cumprir a carga horária mínima do curso. A instituição não aceitou porque trabalhamos arduamente para formar o melhor médico que esta sociedade precisa. E entre tantas incertezas, a única certeza que tínhamos era do valor que o nosso curso tem e que gostaríamos que vocês amassem a Medicina, como nós amamos”, frisou.

Para encerrar a cerimônia de Outorga de Grau, o vice-reitor do Cesupa, professor João Paulo Mendes Filho, usou sua fala para agradecer a confiança das famílias em escolher o Centro Universitário para a formação dos novos médicos. “Agradecemos às famílias, em especial aos pais, por abraçarem esse projeto que é coletivo. Agradecemos pela confiança em nossa instituição e pela compreensão nos momentos difíceis que vivemos recentemente. Apesar das adversidades, existe algo que não abrimos mão, que é manter de pé o cumprimento do nosso projeto educacional. E estendo os meus desejos mais profundos de uma carreira abençoada e brilhante, provida dos mais nobres valores a quem, um dia, se dispôs a cuidar de pessoas”, concluiu.

Texto: Gisele Nogami
27 de dezembro de 2021