Notícias

Curso de Medicina do Cesupa comemora 15 anos


11 de fevereiro de 2022


Reitor do Cesupa, professor Sérgio Mendes, fez a abertura oficial da sessão solene. Foto: Gabriel Rodrigues

O Cesupa celebra em fevereiro de 2022, os 15 anos de instalação do curso de Medicina, que foi o primeiro a ser ofertado por uma instituição de ensino particular no Estado. Para comemorar, a coordenação do curso tem promovido desde o final de 2021, uma vasta programação que se estenderá por todo o ano de 2022. Entre as ações, estão o concurso cultural que escolheu o selo comemorativo de aniversário do curso, missa em ação de graças e uma sessão solene. Estão previstas ainda, as realizações de um evento científico para docentes e discentes e uma gincana solidária, em junho e agosto, respectivamente. 

A sessão solene aconteceu no último dia 2, no teatro Maria Sylvia Nunes, na Estação das Docas, com transmissão no canal do Cesupa no YouTube, e contou com a presença do Reitor do Cesupa, professor Sérgio Mendes; do Vice-reitor e Pró-reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico, professor João Paulo Mendes Filho; da coordenadora do curso de Medicina, professora Milena Caldato; do coordenador das Habilidades Profissionais, professor Cássio Caldato; e, da representante do corpo discente do curso, Victoria Couceiro, aluna do 7º semestre.

Durante a cerimônia, os presentes puderam assistir um vídeo institucional, sob o mote “Medicina Cesupa - 15 anos de excelência”, que, respondendo à questão “O que nos motiva?”, narra a trajetória do curso, suas conquistas e os desafios da Educação Médica, frente ao cenário de pandemia, contados por meio de depoimentos de professores, da coordenação, e de egressos que, atualmente, integram o corpo docente da instituição. 

Homenagens - A emoção se fez presente em vários momentos da sessão, especialmente, na homenagem prestada aos docentes e colaboradores do Cesupa que desempenharam funções essenciais para o projeto pedagógico do curso e que faleceram: professores Patrick Abdala, Elza Dantas, Myspah Uliana, Marilda Moitta, Avelar Ribeiro, Gonçalo Brandão e a supervisora do campus Anna Paula Brasil.

O reconhecimento de “Mérito Esportivo” foi entregue ao aluno do 10º período, Tarquinio Leão de Oliveira, e o “Mérito Acadêmico”, que certifica a dedicação dos alunos durante toda a graduação, foi dedicado ao médico Michel Braga Lima. Egresso da instituição, formado no 2º semestre de 2021, Michel foi o 1º lugar de sua turma de concluintes e, durante os seis anos de curso, obteve média geral 9,16. Além destas certificações, 21 egressos que, hoje, atuam como professores do Centro Universitário também foram homenageados durante a solenidade. 

No mesmo ano em que se comemoram os 15 anos do curso, a Atlética Imortal também celebra os 10 anos de atuação entre os estudantes de Medicina. Para a Presidente da Atlética, Victoria Couceiro, o desempenho da associação só é possível graças à parceria com a coordenação do curso. “Só foi possível chegar onde chegamos, por causa de todo  trabalho desenvolvido pelos antigos presidentes e diretores e pelo apoio da coordenação. 
Incentivamos os estudantes a viverem o máximo de experiências possíveis nos seis anos de graduação que, por incrível que pareça, passam rápido. A rotina do curso, embora seja gratificante, é também muito cansativa e a Atlética é um lugar para tornar essa rotina mais leve”, avaliou.

“Os 15 anos representam o início de uma vida fértil, o período em que se apresenta um filho para a sociedade e nós estamos apresentando o curso de Medicina que, embora esteja amadurecido, nos comprometemos a fazer dele, um curso cada vez mais evoluído”, disse a coordenadora do curso, professora Milena Caldato.

Em sua fala, o Vice-reitor da instituição, professor João Paulo Mendes Filho, relembrou que a história do curso começou em 2005, com discussões sobre o projeto pedagógico junto ao Conselho Regional de Medicina e Conselho Estadual de Saúde, professores locais e capacitações para docentes. “Esta construção coletiva é uma das marcas destes 15 anos do curso. As ações de docentes e gestores incorporam o objetivo inarredável de encantar seus alunos. Essa é uma marca da qual não abrimos mão, já que o corpo discente é a razão maior de qualquer projeto educacional e o verdadeiro fim é a sociedade, a quem o profissional formado irá servir. E tenho certeza que a sociedade paraense, brasileira e até internacional está sendo bem servida por nossos egressos”, enfatizou. 

Jaleco - Os calouros do 1º semestre de 2022, igualmente, participaram das comemorações pelos 15 anos de curso. Além das atividades desenvolvidas durante a Semana de Acolhimento, os novos graduandos em Medicina estiveram na sessão solene, onde participaram da 31ª Cerimônia do Jaleco. Aos calouros, o Reitor do Cesupa, professor Sérgio Mendes, ofereceu um dos ensinamentos aprendidos com o seu pai, o Eterno Reitor João Paulo do Valle Mendes, e fez uma reverência à sua memória e seu legado.

“O Cesupa encerra em si, uma parte importantíssima do legado dele. O curso de Medicina, por sua vez, é expressão substantiva disso, posto que ele dedicou sua vida à Medicina, à Educação e à Educação Médica. Vocês, agora  devidamente vestidos com seus jalecos, precisam ter a compreensão de que estão aderindo a um projeto sólido de formação, assumindo desde já a responsabilidade com tantas pessoas que um dia estarão sob os cuidados de vocês. Se quiserem ser grandes, façam-se pequenos, como sempre ensinou o nosso Eterno Reitor que, com rara inspiração e sabedoria, não exitava em fazer-se 'menor' para que o projeto do Cesupa pudesse crescer”, aconselhou. 

Conquistas - Ao todo, durante estes anos de atividade, o curso já formou 967 médicos e conta com oito programas de residência, além do Mestrado Profissional em Ensino em Saúde - Educação Médica. É, também, o único curso do Pará acreditado pelo Sistema de Acreditação de Escolas Médicas do Conselho Federal de Medicina, com selo de reconhecimento internacional da World Federation for Medical Education, e o 1º centro do Norte credenciado pela American Heart Association, sendo habilitado para ministrar os cursos de ACLS (Advanced Cardiac Life Suport) e BLS (Basic Life Suport). 

Texto: Gisele Nogami com revisão de Laura Quaresma
11 de fevereiro de 2022