Notícias

Cesupa é a única instituição particular do Pará a receber o Selo OAB Recomenda


17 de março de 2022


Arthur Laércio Homci, coordenador do curso, recebendo a homenagem das representantes do Conselho Federal da OAB. Foto: Divulgação da coord. de Direito

O curso de Direito do Cesupa recebeu, pela 5ª vez consecutiva, o Selo OAB Recomenda, em cerimônia realizada nesta quarta-feira, 16/03, no Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Brasília. Na 7ª edição, a OAB analisou 1.255 cursos de graduação que tiveram mais de 60 candidatos nos Exames da OAB, de todo o país, e reconheceu 192 deles, o que equivale a 13% dos cursos. No Pará, entre as três instituições que receberam o reconhecimento, o Centro Universitário é a única particular.

O Selo OAB Recomenda é entregue a cada três anos e contempla os melhores cursos de Direito do Brasil, considerando como critério principal a taxa de aprovação no Exame da Ordem, seguido do conceito do curso no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). Para o Presidente do Conselho Federal da OAB, José Alberto Simonetti, a aproximação entre a Ordem e as faculdades de Direito se faz necessária para o intercâmbio de ideias, em busca do aprimoramento da educação jurídica no país. 

“O Exame da Ordem tem a missão de regulação ocupacional e profissional. Sua principal justificativa é corrigir as assimetrias e as externalidades que impedem os mecanismos competitivos de produzirem a alocação mais eficiente dos recursos disponíveis, com impactos sensíveis sobre os preços, o nível de qualidade oferecido e o bem-estar da população. Portanto, mais uma vez, parabenizo as instituições merecedoras desse honrado reconhecimento. Estou certo de que juntos, e somente juntos, produziremos ao longo de nossa gestão, horizontes frutíferos e promissores para o aprimoramento da qualificação dos profissionais no país”, pontuou.

O coordenador do curso de Direito do Cesupa, professor Arthur Laércio Homci, avalia que o reconhecimento é consequência de um conjunto de fatores adotados pela instituição, dentre eles, o processo de ensino-aprendizagem em que o aluno é o protagonista, a qualificação dos professores, além do apoio das metodologias ativas e das amplas oportunidades de atuação no Núcleo de Prática Jurídica, nas Clínicas Jurídicas, nos grupos de pesquisa e nas atividades de extensão. “Receber o Selo pela 5ª edição consecutiva é motivo de muito orgulho e alegria, fruto do trabalho coletivo e reconhecimento do esforço de nossos alunos e professores, que gera um excelente resultado no Exame da Ordem”, concluiu.

Texto: Gisele Nogami
17 de março de 2022