Notícias

Simpósio coloca em pauta a valorização e a capacitação do profissional de Fisioterapia


27 de maio de 2022


Mesa redonda de abertura do Simpósio abordou a visão integrativa do fisioterapeuta. Foto: Caroline Oliveira

Considerada uma das profissões do futuro e uma das atividades que mais obteve destaque em meio ao cenário de pandemia do covid-19, o reconhecimento da Fisioterapia pela sociedade em geral, ainda precisa avançar. Isso porque, a imagem do profissional ainda está muito associada a uma visão tecnicista e de reabilitação exclusivamente. Para debater a valorização da profissão e promover a capacitação de alunos e profissionais da área, o Cesupa promoveu o II Simpósio de Fisioterapia, nos dias 24 e 25/05, no Campus Alcindo Cacela II.

A programação do evento contou com palestras sobre: “Therasuit no tratamento da criança com PC e autismo”, "Avaliação e condicionamento cardiorrespiratório para performance de atletas”, “Fisioterapia pélvica”, “Atuação da Fisioterapia na dor”, “Reabilitação de pacientes queimados”, “Cuidados paliativos na oncologia”, e “Atuação fisioterapêutica nas lombalgias”. A mesa redonda de abertura do Simpósio abordou a visão integrativa do fisioterapeuta e contou com a participação das professoras Marineuza Jardim, Larissa Salgado e Gabriela Lima.

“O Simpósio tem por objetivo proporcionar à comunidade acadêmica e profissional, momentos de atualização, troca de conhecimentos e experiências. Além de retratar que a profissão está em plena transformação, saindo daquela posição mecanicista e reabilitadora, para uma visão integral. Nesse sentido, o fisioterapeuta passa a ser entendido como um profissional que atua não somente na redução da dor, mas na melhoria da qualidade de vida do indivíduo, devolvendo ao paciente, a sua funcionalidade, capacidade e a sua integridade”, explicou a coordenadora do curso, professora Wiviane Matos.

Para alunos como Kamila Kabuki, do 9º semestre, que está prestes a concluir a graduação, a experiência em eventos científicos, oferecem novas oportunidades e perspectivas profissionais. “O Simpósio traz conhecimento, inovações e oportunidades novas para os alunos, como submeter trabalhos e pesquisas. É sempre bom conhecer mais, porque essa vivência irá agregar, futuramente, na minha vida profissional”, elogiou.

Reforçando a tríade de ensino, pesquisa e extensão, que é premissa do Cesupa, estudantes e profissionais também puderam expor trabalhos científicos, no formato de banners. Ao todo, foram recebidas 46 submissões de trabalho e 27 inscritos foram aceitos, mediante o criterioso trabalho de avaliação da comissão do Simpósio. Diferencial desta edição do evento, é que os trabalhos apresentados serão publicados, em breve, em uma revista científica.

Texto: Gisele Nogami
27 de maio 2022