Notícias

Calouros de Psicologia participam de Mostra de Trabalhos Científicos


6 de junho de 2022


Atividade desenvolve habilidades como o trabalho em equipe, planejamento e execução de experimento e análise de dados. Foto: Caroline Oliveira

Os alunos do 1º semestre de Psicologia do Cesupa participaram da 4ª edição da Mostra de Trabalhos Científicos, realizada ontem (02/06), no campus Alcindo Cacela I. Primeiro contato de todos os participantes com a pesquisa, o evento celebra a culminância das atividades do semestre letivo, nas disciplinas de Bases da Psicologia Experimental e Metodologia Científica. Os trabalhos foram avaliados por uma banca composta por convidados e alunos dos semestres mais avançados e os três projetos de maior destaque receberão certificados de participação.

Desde o início do curso, os estudantes são incentivados a realizarem experimentos e o primeiro contato acontece com o Sniffy, um rato virtual, voltado para a prática de princípios básicos da Análise do Comportamento através do método experimental. Depois desta etapa, os acadêmicos são desafiados a planejarem e executarem seus próprios experimentos, com sujeitos reais, a partir dos conceitos aprendidos na Análise de Comportamento. Nesse momento, animais e pessoas podem se tornar objeto de estudo, como foi o caso do trabalho desenvolvido pela equipe do aluno Raphael Andrade, que escolheram desenvolver a modelagem do comportamento de um cãozinho a girar em torno do próprio eixo, utilizando reforço positivo.

“Utilizando os conhecimentos de sala de aula e usando como reforçador um alimento que o cachorro gostava muito, fizemos com que ele realizasse o ato de girar e, toda vez, que ele acertava ou se aproximava da resposta que a gente buscava, ele recebia o alimento. Repetimos o movimento com ele 54 vezes e, no início, tivemos uma certa dificuldade, porque a pessoa que realizou o treino estava sentada. Depois, percebemos que, como não estávamos alcançando o resultado, nem de um comportamento aproximado, ela resolveu fazer em pé e o experimento começou a fluir”, explicou Raphael.

Habilidades - Para o aluno, atividades integradas como essa, colaboram no desenvolvimento de habilidades como o trabalho em equipe, além de facilitar o processo de aprendizagem por meio da prática. “Sempre fui uma pessoa muito tímida e, com essa atividade proposta, vi uma oportunidade de conciliar um bom trabalho em equipe, auxiliando meus colegas com eventuais dificuldades, como conseguir observar os conceitos estudados na sala e o que estava sendo aplicado no experimento. O próprio experimento foi divertido e, sem perceber, os próprios conceitos da disciplina se consolidaram muito melhor na prática”, avaliou. 

A coordenadora do curso de Psicologia, professora Nilzabeth Coelho, analisa que outras competências também são aprofundadas aos alunos, com a integração das disciplinas e a apresentação de resultados em mostras científicas. “Temos muitos ganhos com esse tipo de metodologia, como o desenvolvimento de competências de planejamento e execução de um experimento, a execução leva a dados, então temos a análise dos resultados, elaboração de gráficos e tabelas, elaboração de banners para apresentação de trabalhos científicos e tudo isso, eles vão aprendendo no decorrer da disciplina, e que serão necessárias em outras atividades durante o curso e também, em outros momentos da trajetória deles”, concluiu.

Texto: Gisele Nogami
06 de maio de 2022