Notícias

V Fórum de Aprendizagem Ativa e Inovação Acadêmica apresenta boas práticas desenvolvidas pelos professores do Cesupa


27 de junho de 2022


Foto: Caroline Oliveira

O que os hackathons, a gamificação e atividades como júri simulado têm em comum? Todos são exemplos de metodologias ativas de aprendizagem desenvolvidas e aplicadas pelos docentes dos 15 cursos de graduação do Cesupa, no último ano, com o intuito de aumentar o engajamento e melhorar o aprendizado dos alunos. Os resultados destas experiências foram apresentados no V Fórum de Aprendizagem Ativa e Inovação Acadêmica realizado na última quinta-feira (23/06), no auditório do campus Alcindo Cacela II.

Instituído em 2017, pela Coordenação de Graduação e Extensão da instituição (Cograd), o Fórum atende a uma das premissas do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do Centro Universitário, de ampliar a formação dos professores em metodologias ativas, com o intuito de capacitar profissionais de qualidade que dominem a realidade local e o contexto global, por meio de um projeto inovador. 

“A prática nos mostrou que não temos como implantar projetos inovadores, sem capacitarmos gestores e professores. Então, é fundamental e imprescindível que uma instituição que oferece um ensino de excelência continue investindo, cada vez mais, na formação dos nossos docentes. Utilizar um método que faça o aluno ser mais protagonista é difícil e, é necessário que os professores estejam predispostos a aprenderem com as experiências de outros colegas. Por fim, o meu último pedido é que todos sejam multiplicadores dessas boas práticas”, incentivou a Pró-Reitora de Graduação e Extensão do Cesupa, professora Silvia Pessoa.

Desde a primeira edição, o evento vem crescendo e, neste ano, pela primeira vez, contou com relatos de professores envolvidos em todos os cursos do Cesupa. “Além de apresentar as metodologias que os professores naturalmente aplicam nas suas disciplinas e atividades curriculares, nós também temos a inovação, que pode ir para além dos espaços de sala de aula, seja por meio de um trabalho de gestão das coordenações de curso, entre outras ações.Todas as atividades inovadoras foram submetidas e selecionadas para que possamos compartilhar as boas práticas e, principalmente, contagiar os professores de outros cursos também”, explicou a professora Gisele Abrahim, coordenadora adjunta de Graduação e Extensão.

Premiação - Ao todo, foram apresentados 22 relatos de experiências dos docentes previamente avaliados pelo Comitê Científico da Cograd e os relatos de destaque receberam premiações. Na categoria “Atividade curricular”, o escolhido foi o projeto “‘Super Trunfo’ da Antropologia  e da Comunicação: criação de jogos como ferramenta de aprendizagem de disciplinas teóricas”, dos professores Erika Oikawa e Danilo Caetano; na categoria “Atividade extracurricular”, foi a vez do “Start: o primeiro grupo de estudos gamificados do Cesupa”, das professoras Tatiana Araújo e Gisele Abrahim; já na categoria “Conexão com a sociedade”, o prêmio foi entregue ao “Computação Amostra: soluções tecnológicas da academia para o mercado”, dos professores Alessandra Natasha Baganha e Marcos Paulo Sousa. O público que acompanhou o Fórum também pôde avaliar os relatos, por meio de votação on-line, e elegeu o “Hackathon Enfermagem e Psicologia: maratona sobre saúde mental e ciências forenses”, dos professores Mariana Souza e José de Arimatéia Reis.
O Fórum reconheceu ainda, os professores e as coordenações de curso mais bem avaliadas, de acordo com a opinião dos estudantes registradas na Autoavaliação Institucional, realizada entre os meses de maio e início de junho. Eleita a melhor coordenação de curso, a dupla de professores à frente do curso de Odontologia, Sílvio Menezes e Paula Mendes Carneiro, atribuiu a colocação ao trabalho coletivo, desenvolvido pela gestão e pelos colaboradores. 

“Esse reconhecimento é resultado de um trabalho coletivo que gera satisfação ao aluno e passa por várias etapas, desde o processo de ensino-aprendizagem, as experiências vividas na instituição e o acolhimento que ele recebe. Tudo isso vai além de uma ementa de disciplina ou do planejamento de um curso e reflete nesta avaliação”, disse a professora Paula. “O destaque é para um trabalho colaborativo árduo, de um semestre desafiador com o retorno das atividades 100% presenciais. E é importante colocar que, acreditar em uma gestão é fazer com que aquele pensamento seja executado por todos com carinho, com dedicação, porque realmente o prêmio não é esse reconhecimento somente dos coordenadores, mas de todos aqueles que integram a Odontologia”, complementou o professor Sílvio.

Confira abaixo, os professores e os coordenadores certificados.
Professores:
3º lugar: Ciléa Ozela, do curso de Nutrição
2º lugar: Paulo Rabelo, do curso de Direito
1º lugar: Gabriela Lima, do curso de Fisioterapia

Professor de Medicina:
1º lugar: Rhomero Assef 

Coordenações:
3º lugar: Tatiana Araújo, do curso de Administração
2º lugar: Daniela Gaspar, do curso de Nutrição
1º lugar: Sílvio Menezes e Paula Carneiro, do curso de Odontologia

Texto: Gisele Nogami
27 de junho de 2022